TRIAGEM SOCIAL FINANCEIRO

Classificação Sócio-Econômica possibilita o enquadre de pacientes em planos específicos de atendimento, objetivando a obtenção de desconto no valor da avaliação multi e interdisciplinar.

–  Os pacientes deverão ser alunos(as) da Rede Pública de Ensino e ter até 18 anos de idade; –  Alunos de escolas particulares serão atendidos somente mediante a comprovação de bolsas integrais de estudo.

1 – Encaminhamento Escolar, feito em papel timbrado oficial, assinado e carimbado pela Coordenação Escolar, relatando sumariamente o motivo do encaminhamento – ORIGINAL E CÓPIA;

2 – Comprovantes de gastos mensais: 1 (uma) conta de água atual, 1 (uma) conta de luz atual, 1 (uma) conta de telefone atual, 1 (um) recibo de aluguel do imóvel ou do comprovante de financiamento do imóvel atual, a última fatura do cartão de crédito e todas outras despesas fixas mensais que possuir – ORIGINAIS E CÓPIAS;

3 – Comprovantes de rendas – Holerites recentes e Carteiras de Trabalho, não só do responsável, mas de quem mais trabalhar na residência do(a) paciente – ORIGINAIS E CÓPIAS;

4 – Documentos dos responsáveis e do(a) paciente – RG ou CPF ou Certidão de Nascimento – ORIGINAIS E CÓPIAS;

5 – A última declaração do Imposto de Renda, se houver – ORIGINAL E CÓPIA;

6 – Laudos e exames médicos de avaliações já realizadas. Por exemplo, relatórios de profissionais, tais como: neurologistas, psicólogos(as), fonoaudiólogos(as), psicopedagogos(as) etc – ORIGINAIS E CÓPIAS.

Esta documentação será analisada pelo C.T.A.S. – Centro de Triagem e Atendimento Social – da CEDA.. Após análise, o(a) responsável será comunicado(a) sobre a classificação sócio-econômica do caso, via telefone.

*Obs.: Na data marcada para a triagem, os responsáveis deverão trazer TODAS documentações acima listadas. Caso contrário, o atendimento será automaticamente desmarcado.